.Conhecer as contadoras de histórias

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.Novos reinados

. A girafa Constipada

. As autoras de Um conto de...

. O CARACOL PREGUIÇOSO E A ...

. Para breve

. Voltaremos brevemente

. As autoras de Um Conto de...

. O príncipe pintor

. A Zebra que perdeu o Pija...

. No País da Chuva

. Não podia deixar de...

. Um conto de reis a quatr...

. A lagarta Raquel

. Para breve

. Feliz 2008

. Uma aventura com fantasma...

. Para breve

. Pégadas de Areia

. Um Conto de reis

. A Rosa perdida

. A Rosa perdida Parte I

. Para a semana

. História da Bruxinha Andr...

. Para breve :

.Já reinaram

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2003

. Abril 2003

. Fevereiro 2003

. Janeiro 2003

.tags

. todas as tags

a ler histórias
blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007

Uma aventura com fantasmas...

 






Ouvi um grande barulheira,

Vir de perto da banheira

Espreitei e fiquei pasma

vi o banho de um fantasma !

 

 

Não quis acreditar

e os olhos pus-me a esfregar,

Para me certificar

que não estava a sonhar…

 

Mas lá estava o fantasma

Sorridente a cantar.

Eu ali tão pasma,

nem consegui falar.

 

 

O fantasma fechou a torneira

e sorridente saiu da banheira

E sempre a cantar foi-se aperaltar

Pois ao baile não queria faltar.

 

 

Quando à sala cheguei

O que vi, eu nem acreditei!

Mil fantasmas a bailarem

Pensei: devo estar a sonhar!!!!

 

 

 

Foi então que ouvi espirrar

Era o pobre do fantasma

Que ainda tinha asma

E acabara de se constipar

 

 

Assim ganhei coragem de me aproximar

Para lhe falar bem pertinho

Quis dar-lhe um chá quentinho

Mas não o podia tomar

 

 Sou um pobre fantasma com asma

Que não se consegue curar

Mas diz-me se não estás pasma

E com medo de me falar?

 

Confesso que fiquei admirada.

Pensei que não estava acordada.

Só posso estar a sonhar,

Para aqui estar a falar

 

O fantasma riu à gargalhada e

 convidou-me para bailar.

Disse que estava acordada e ara não me admirar,

pois tudo me ia explicar.

 

Aquela era uma casa bem assombrada

Uma vez por ano, os fantasmas iam lá bailar

Era o baile anual dos fantasmas para festejar

Brincar e rir à gargalhada.

 

Pois o resto do ano, tinham uma vida muito ocupada

Que isto de ser fantasma, tem muito que se lhe diga!!!!

Somos convidados para assombrar castelos e casarões

por incrível que pareça , no turismo atrai multidões.

 

E agora minha amiga vou ter que partir

Mas foi bom te conhecer, para variar

Poder falar em vez de assombrar.

Disse o fantasma a sorrir.

 

Então o fantasma pediu para se despedir

à moda antiga.

 Senti um apequena aragem de arrepiar

Era um beijo do fantasma me estava a dar

E ouvi-o dizer : Adeus amiga, gostei de te falar.

 

E quando olhei para o ar só vi fantasmas elegantes a voar!!!!

E eu ainda não acreditava, no que estava a ver.

Fui para o quarto descansar, fui-me deitar

Era o mais certo a fazer,

Só podia estar a sonhar.

 

Acordei com o sino a tocar

O sol já estava brilhar

Pensei no sonho e sorri que grande imaginação

Foi então que vi a dizer-me adeus

O fantasma constipado

muito bem aperaltado!

 

E fui assim que aprendi

A não ter medo de nenhum fantasma,

Pois até eles tinham asma

Não vêm nenhum por aí?????

Fantasia sonhada por Mamã Gansa às 18:11
link do post | Fantasie | Quero fantasia na minha vida
12 comentários:
De Ohayo a 18 de Dezembro de 2007 às 23:33
Fantástico. Imaginativo. Gostei. Diferente. Parabéns pelo novo cantinho!
De Mamã Gansa a 20 de Dezembro de 2007 às 18:01
Obrigada.Só não é um cantinho novo,.Já existe desde 2003, comecei a fazê-lo para s minhas sobrinhas.Estava no Blogspot, foi importado há pouco tempo.Há muito que andava a tentar e não conseguia.
volta sempre
beijinhos
De thathys a 19 de Dezembro de 2007 às 10:50
Adorei! Muita imaginação! Parabéns!
De Mamã Gansa a 20 de Dezembro de 2007 às 18:03
Obrigada.Volta sempre, traz um amigo.Brevemente terei mais histórias.
De Anónimo a 12 de Abril de 2008 às 17:05
olá gente!!!!!!!!!!!!!
De Anónimo a 12 de Abril de 2008 às 17:06
olá gente!!!!!!!!!!!!!
De Karla a 19 de Dezembro de 2007 às 12:53
Muito bom mesmo :)
Parabéns!!
De Mamã Gansa a 20 de Dezembro de 2007 às 18:05
Esperoq ue voltes.Obrigada por aceitar oc onvite.
beijinhos
De Mamã Gansa a 20 de Dezembro de 2007 às 18:10
Desculpa os erros.Estou à pressa.
De Lipa a 19 de Dezembro de 2007 às 17:09
Que história engraçada e cheia de imaginação. Parabéns
De Italo a 10 de Outubro de 2011 às 23:08
Isto não é um conto é uma poesia ou poema.
De Mamã Gansa a 11 de Outubro de 2011 às 02:33
lol desde há muitos séculos que são usadas rimas para se contar histórias. A poesia ou poema que nem soube distinguir, obrigam a regras próprias.Mas obrigada pelo elogio. A ser uma história contada em poesia seria um rimance, coisa que poucos alcançam ...
iso é pura falta de informação e provavelmente de leitura.

Comentar post

.links

.Andamos por aqui..